Arquivo da tag: comédia

Resenhas Instantâneas – Festival do Rio – (500) Days of Summer

Ontem, dia 29, foi a estréia de “500 Days of Summer” (ou como na tradução, “500 Dias com Ela”) no Festival do Rio. Com o Odeon lotado e a presença do diretor, Marc Webb, o filme foi recebido com grande expectativa por um público diversificado, de senhores a jovens universitários, o que já demonstrava o quanto o filme não se tratava de apenas uma comédia romântica “mulherzinha” como outras quaisquer.

Eu estava ansiosa para ver “5oo Days of Summer”, adoro a Zooey Deschanel e vi, durante meses, uma série de fotos e vídeos sobre o filme que me encantaram e me deixaram curiosa. E o filme correspondeu a todas as minhas expectativas.
Sendo uma história sobre o amor, mas não sendo uma história de amor – como é dito no trailer – “500 Days of Summer consegue entreter, sem banalizar a trama e cair nos clichês, tão comuns quando se trata de um romance. O filme garante risadas e uma identificação instantânea do público, qualquer um que já tenha sofrido uma desilusão amorosa ou mesmo alimentado de maneira patética uma paixão platônica irá simpatizar com Tom Hanson, personagem de Joseph Gordon-Levitt. Assim como todos que não conseguiram corresponder ao amor de alguém irão compreender Summer Finn, interpretada por Zooey Deschanel, mesmo que essa seja detestada em alguns momentos. É como Zoeey disse em uma entrevista, amar e não ser amado, a história do filme, acontece, com todo mundo, a todo o tempo, muitos garotos são românticos, muitas garotas tem medo de se envolver em relacionamentos, mas isso dificilmente é visto nos cinemas.

2009_500_days_of_summer_wallpaper_004_large

E é aí que está a graça de “500 Days of Summer”, sem ter a pretensão de ser profundo e sério, é um filme leve e positivo sobre uma história real, que poderia acontecer comigo, com você ou com seu melhor amigo. Marc Webb consegue fazer uma comédia romântica inteligente, seus personagens não são reduzidos a estereótipos (mesmo quando há exageros, eles são em um tom irônico) e os relacionamentos não são enquadrados em sensos comuns simplistas do tipo “mulheres-são-românticas-homens-são-mulherengos-mas-no-final-o-amor-vence-e-todos-são-felizes-para-sempre”, mantendo assim a complexidade no qual as pessoas vivem, são e, portanto, se relacionam.

É revigorante ver um filme divertido que não seja burro e cheio de preconceitos, conseguindo ser sensível, tocante. Além de um belo roteiro (que, aliás, o roteirista e diretor de “Apenas o Fim” deveria ler, para tentar aprender como se escreve a história do fim de um amor sem cair numa baboseira forçada e fraca), “500 days of Summer” possui uma estética primorosa, com cores e cenários belíssimos (e os figurinos, oh meu deus, os figurinos de Summer Finn são os mais lindos) e uma trilha sonora impecável (Regina Spektor, The Smiths, Simon and Garfunkel…). Joseph Gordon-Levitt está uma gracinha apaixonante e Zooey Deschanel, creio eu, nunca esteve tão bela, brilhando em imagens feitas a partir um olhar apaixonado (finalmente, Zooey tem um papel de protagonista coerente com a grande personalidade que é).
Concluindo, é um filme para sair do cinema feliz, relaxado, mas cheio de questionamentos sobre o amor e sobre a vida, já que ambos não são simples e nos magoam, mas mesmo assim nós continuamos porque, afinal, “we need the eggs” (foi mal, inevitável colocar essa referência ao monólogo final de “Anie Hall” do Woody Allen, é que é tão verdade. E se você não entendeu porque não viu o filme, toma vergonha na cara e vá ver, porque é ótimo ;] ).

outros vídeos imperdíveis sobre o filme:

Entrevista da Zooey Deschanel

Sid and Nancy by Zoeey e Joseph

Zooey e Joseph dançando ao som de “She and Him” (banda adorável da Zooey)

Ainda em cartaz nos seguintes dias e locais:

Quinta – 01/10/2009 Cinemark Downtown 1 14:00:00 hs
Quinta – 01/10/2009 Cinemark Downtown 1 19:00:00 hs
Domingo – 04/10/2009 Leblon 1 16:30:00 hs
Domingo – 04/10/2009 Leblon 1 21:30:00 hs
Segunda – 05/10/2009 Roxy 3 16:30:00 hs
Segunda – 05/10/2009 Roxy 3 21:30:00 hs

Escrito por Taís Bravo

4 Comentários

Arquivado em Fikdik, I'm at the moviiies, Resenha